25 de outubro de 2007

de geração em geração há maldições transmissíveis.

2 comentários:

Vítor Mácula disse...

E também: de transmissão em transmissão, há maldições que são geradas.

Mas tão e no fim mais, as bendições tão bem ;)

E sobretudo: não fazer contas, digo para mim.

Um abraço, Fernando, e bom fim de semana.

a-bordo disse...

comwntário certeiro e que dá muito que pensar vitor... obrigado!