7 de julho de 2006

Um desabafo: nunca mais chega a hora de dizer que afinal aquilo que julgava importante não o era e aquilo que julgava com menos importância, afinal mais a tinha.

11 comentários:

Aires Montenegro disse...

Que raio de vida, mas isso é sempre assim! Quantos mais tempo vamos precisar para nos convencermos disso mesmo?

CAP disse...

Depende de muitos factores, sobretudo dos temporais.
(E não estou a dizer que ter um guarda-chuva em Agosto, se reveste de mais importância de que julgáramos possível ao sair de casa...)
Os temporais são outros: passamos um ano a negar importância àquilo que, instantâneamente, nos surge como imprescindível.

(Isto já dava para uma semana de artigos, lá no meu canto...)
Abraço!

Andarilhus disse...

...como nos enganamos... como forçamos os olhos para aquilo que não existe e queremos ver...
"(º0º)"

Bastet disse...

Ouvi dizer (xiuuu, eu não te denuncio CAP) que fizeste três anos de blog e porque me parece importante deixo-te aqui três beijinhos de parabéns.

a-bordo disse...

outros mais para ti e boas férias

Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anónimo disse...

I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
»

Anónimo disse...

Great site lots of usefull infomation here.
»

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. » » »

Anónimo disse...

What a great site » »

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. One-piece swimsuit provigil Jesus would have been a biker t-shirt Twin bed mattress dimension History computer of education shreveport search engine optimization California hand gun in car laws Turbotax spyware