9 de setembro de 2005

para já não falar nas auto-estradas, vias rápidas, há cada vez menos espaço para os pés se mexerem; nas ruas das nossas cidades, quando se corta o trânsito, há alternativas para todos, para os pássaros, para os aviões e para os carros; os pés dos peões não existem; existem apenas para que não morra o comércio dos sapatos.

4 comentários:

MC disse...

Há que rasgar novos caminhos!
Bom regresso, Fernando.

a-bordo disse...

obrigado. força aí para o jardim:)

Anónimo disse...

Awesome site. I bookmarked it for future use. I also suggest you check out wholesale adult toy

Anónimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you!
»