6 de maio de 2005

Catolicismo 7. Poderemos fazer entrar na série destes mecanismos de precaução, - melhor pensado, diria que também de reposição de confiança - a reiterada utilização do platonismo em diversas versões. O jogo que se produz entre arquétipo ideal e tradução – distância – concreta e histórica. Pois, muito se joga na crença de uma Igreja além dos crentes. Ou na crença da participação do humano no divino. Mas, para não ficarmos sujeitos a subtilezas filosóficas – enquanto helenísticas, discutidas e penalizadas pela pena de teólogos como Harnack – passemos – sem discutir o fundamento – a mecanismos mais taxativos; por exemplo, para a efectividade dos sacramentos: