7 de março de 2005

Alvin (em retoma) 4, Walt Disney e Skinner.
Talvez seja verdade o que diz Dan Brown de Walt Disney. Que é iluminado. Pelo menos, foi o que fiquei a pensar depois de ler o almanaque do Tio Patinhas que a minha mãe me atirou à cabeça. Walt Disney faz repensar fenómenos correntes de modo bem diverso do modo como habitualmente os pensamos. Por exemplo, o fenómeno do poder. O poder parece qualquer coisa que se vê se exercido. Que se vê quando uma vontade ou força domina uma outra vontade ou força. Por isso, julgamos o poder exterior. E pensamos que assim deve ser pensado. Deixamos por isso de lado fenómenos como os carismáticos. Fenómenos que indicam a presença – como dizê-lo – de um poder não manifesto. Só por isso, poderíamos considerar Walt Disney um pensador importante. E um pensador que nesta matéria não segue um padrão à Skinner. Na opinião de Walt Disney, o poder do Tio Patinhas não surge quando o Tio Patinhas usa o dinheiro para comprar isto e aquilo, este ou aquele. O poder do Tio Patinhas é um poder interior. Não começa por ser visto quando o Tio caminha pelas ruas, mas no exacto momento em que dentro do seu cofre isolado, o afago solitário das notas produz no seu interior o reforço da vontade… Um outro fenómeno que Walt Disney pensa de modo diferente é o fenómeno da identidade. Penso não ser preciso dar aqui nota da quantidade de livros que se dedicam ao estudo do fenómeno. Nem sequer será necessário dizer que os problemas e as soluções para tão misterioso fenómeno são habitualmente dotados de um nível de dificuldade que afasta qualquer possibilidade de uma interpretação descontraída por parte dos seus leitores. Disney, aqui, à Skinner, não complica, simplifica. A identidade é contacto. E nada mais que contacto. Numa primeira versão, reitera o diz-me com quem andas, que te direi quem tu és; numa segunda, reitera a importância da navalha que o adolescente usa para retalhar a pele dos braços. Este reiterar tem a ver com a necessidade que o Tio Patinhas tem de tomar banho no cofre. Sem esse banho, sem esse contacto, o Tio Patinhas não era quem é. Era outro.

3 comentários:

BlueShell disse...

És psicólogo? A sério...só quero saber.

Mudando de assunto
Um favorzito, please:

Preciso de um votozito lá no http://peciscas.blogspot.com/ ...para o melhor nick! PLEASE...
Jinho, BLUESHELL

a-bordo disse...

BLUESHELL, já votei, com declaração de voto e tudo.

Paul Adams disse...

I was just searching blogs,and I found your site, Friend! I like it!
Please accept my compliments and wishes for your happiness and success.
If you have a moment, please take a look at my site:
games center
It pretty much covers games center related issues.
All the best!