17 de dezembro de 2004

«Não guardo o que escrevo. também não guardo o que falo. a memória que haverá de mim será difusa e perder-se-á no tempo. não há eternidades na história.» No Vizinho do mar.

6 comentários:

CAP disse...

Acho que os blogues vieram estragar um pouco essa afirmação.

Softy Susana disse...

bem observado, mas não sei se concordo...

til disse...

Também não há eternidades nos blogues.

a-bordo disse...

Olá Cap, Softy Susana e Til. O que Vizinho nos diz pode ser lido de diversos modos. O modo como eu leio o que o Vizinho aqui nos diz tem a ver com a afirmação do carácter transitório do que dizemos. E isso, a consciência desta transitoriedade, é coisa que esquecemos com muita frequência e coisa que acho muito importante.

Anónimo disse...

Excellent, love it! Md forte tm skin care Stonewall gardens kitchen soap Max bmw motorcycles north hampton honeywell hwm warm mist humidifier Spanish craps

Anónimo disse...

Keep up the good work » » »