30 de julho de 2004

Win Wenders. Anjos. Parece que quem aprecie – como aprecio – as asas do desejo de Win Wenders pode dizer uma coisa. Se aqueles anjos são anjos, não parecem viver a tensão dos anjos, a tensão que vivem os anjos por também estarem sujeitos ao veredicto divino. Por isso, quando um dos anjos de Wenders resolve tornar-se homem, nesse momento vive a verdadeira tensão dos anjos. Entra no jogo de ganhar e perder, viver ou ser expulso do amor; primeiro da trapezista…