5 de junho de 2004

o terror é a evidência da impotência