1 de maio de 2004

Segunda parte de uma epístola de Efrém da Síria a um monge.
«Estas são as regras do ofício do monge: deves comer com os irmãos; mas não levantes a cabeça enquanto não tiveres terminado de comer; come com a roupa com que te deixas ver em público; se fores o último a ser servido, não digas: "já devia ter sido servido" (…);
Quando estiveres sentado no meio dos irmãos e desejares cuspir, não o faças no meio deles, mas afasta-te e então cospe.
Quando estiveres a dormir com os irmãos, não permitas que algum se aproxime a menos de um cotovelo de distância. (…) Não durmas estendido nem tampouco de costas para que os teus sonhos não te molestem. (…)
Se tiveres sandálias nos pés e o que caminha contigo não as tiver, desata-as e caminha como ele, pois está escrito: "sofrereis". (…)
Não acendas a fogueira apenas para ti ou transformar-te-ás num exibicionista. (…)
Se estiveres numa montanha ou num lugar onde há algum irmão doente, visita-o duas vezes ao dia: de manhã, antes de começares a trabalhar (…) e à tarde, pois está escrito, meu amado no Senhor: "estive doente e tu me visitaste".
Quando um irmão morre na montanha onde estás, não te sentes na cela (…) onde consegues ouvir a notícia, mas vai sentar-te e chora sobre ele; está escrito: "chora pelo homem falecido e caminha com ele até que seja enterrado". Esta é a última coisa que se pode fazer por um irmão; saúda seu corpo com compaixão e diz: "lembra-te de mim diante do Senhor". (…)
Se um irmão vem até ti, regozija-te com ele. Saúda-o. Prepara água para seus pés. Não esqueça isto. Que ele reze. Fica sentado. Saúda suas mãos e seus pés. Não o incomodes com perguntas como: "de onde vens?", pois está escrito: "desta maneira, alguns sem saber têm recebido anjos em sua morada" (Heb. 12, 2).
Crê naquele que veio até ti da mesma forma como crerias em Deus. Se for um homem mais virtuoso do que tu, diz-lhe humildemente: "que teu favor esteja sobre mim", o que equivale a dizer: "tu és meu mestre". Guarda a tua comida e come com ele. E se tiveres algum compromisso, desmarca-o, pois está escrito: "dá-me prazer acompanhar o homem que quer caminhar". Deves regozijar-te com ele e estar feliz. Faz o máximo que puderes para que te bendiga três vezes, para que a bênção do anjo que entrou com ele venha sobre ti. (…)
Lembra-te de mim, amado no Senhor, por Jesus, o Cristo, nosso Senhor, a quem pertencem a glória e o poder pelos séculos dos séculos. Amén.»

p.s.: Alterações a um mail que nos chegou via Marcus Lassance Pimenta da nossa responsabilidade.