20 de fevereiro de 2004

Encontrei um livro de Ives Congar, Igreja serva e pobre. E eis a primeira nova a dar: editado em 1964 em Portugal pela Editorial Logos nunca tinha sido aberto. Tantos anos fechado merece um primeiro cuidado: que as folhas sejam separadas por mão mais habilidosa do que a minha.