6 de fevereiro de 2004

Com Teresa: «para ela, a vida religiosa não é vista primariamente como uma vida de penitência pelo pecado (…)» (35)