29 de janeiro de 2004

Ontem vi-te em boa companhia, disse ela.
Com quem?
Não sei, mas falavas…
Ontem, lá?..., ah, sim, já sei.
Quem é?
Como te posso dizer?
Vá, diz lá, estou curiosa.
Eu gostaria de pensar que era por mim!
Pensa tu antes em mim!
Não penso!?
Não sei! Sei lá!
Disse eu: