30 de janeiro de 2004

Não há outro som
Na escuridão a não ser o som de um homem
Respirando, testando a sua fé
No vazio, pregando as suas questões
Uma por uma numa cruz abandonada.

R. S. Thomas.