15 de dezembro de 2003

Os comportamentos de simetria de intolerância religiosa e social têm também expressão num modo particular de fazer justiça. Mataste és morto. Na velha máxima social: olho por olho, dente por dente. Ou na vingança pessoal. Isto, se tudo isto não for já pura e simplesmente vingança… A um certo momento, podemos pensar que isto não é connosco. Nós não somos quem directamente elabora e executa leis nacionais. Elas aparecem e nós quando muito seremos apenas difusamente responsáveis pelo seu advento. Talvez estejamos correctos. Talvez possamos dormir em paz. Mas já não depois das nossas pequenas vinganças. A pequena injustiça é o meio e o charco onde as grandes injustiças brotam... É mais fácil olhar as maiores. Talvez. Mas na moral, o telescópio e o microscópio são dois instrumentos igualmente necessários.